À medida que a tecnologia continua a evoluir, também evoluem as formas como a usamos. O setor de saúde não é exceção, e os fisioterapeutas aproveitaram os avanços tecnológicos para melhorar a forma como os pacientes são tratados.

Com o aumento e a adesão ao atendimento virtual, a fisioterapia está usando a telemedicina e a a tecnologia para tornar o tratamento mais conveniente, envolvente, impactante e divertido. Aqui estão três avanços tecnológicos que a fisioterapia tem usado para enriquecer a experiência do paciente.

Dra. Frida Soares, Fisioterapeuta Utiliza a Telemedicina Como Ferramenta na Reabilitação de Pacientes em Brasilia, a Capital Federal no Brasil.

Telemedicina no Brasil, Brasília, Distrito Federal, Asa Norte, Dra. Frida Soares está utilizando a telemedicina para tratar pacientes com recuperação de AVC, lesão pós cirurgia, com problemas ortopédicos e neurológicos, são várias as possibilidade de reabilitação mesmo sendo uma Fisioterapia Online.

Ela descobriu que a internet ajuda a acelerar o processo de aprendizagem, ensinando os pacientes a substituir estratégias de movimento anteriores por novas técnicas aplicadas à distancia, com usos da Telemedicina.

A Fisioterapia Brasilia tem tido boa adesão por parte dos pacientes, uma vez que dá mais segurança nesse momento onde estamos passando por uma pandemia devido ao Covid 19.

Vídeo Sobre a Fisioterapia Online

Wii-Hab

O Wii-Hab – ou reabilitação física usando o Nintendo Wii – “gamifica” os exercícios fisioterapêuticos, agregando diversão e competição ao tratamento.

Com os controladores sensíveis ao movimento do Wii, os pacientes podem jogar jogos como boliche e boxe, que exigem movimentos repetitivos semelhantes aos exercícios que realizariam na fisioterapia.

Embora os exercícios sejam semelhantes, a participação e o envolvimento aumentam quando os pacientes usam o Wii. Em um estudo da Johns Hopkins , os pesquisadores incorporaram os jogos do Wii em sessões de fisioterapia de 22 pacientes. Os pacientes disseram que gostaram do desafio dos jogos e da mudança de ritmo dos exercícios. Como os exercícios são em formato de jogo, o Wii-Hab cria uma competitividade interna que leva os pacientes a um melhor desempenho.

Como a Tecnologia de Realidade Virtual pode Ajudar na Fisioterapia

Esse prazer e competitividade também encorajam os pacientes a concluir seus programas de exercícios em casa. Se eles têm um Wii em casa, os pacientes têm maior probabilidade de se envolver em sua recuperação.

Realidade virtual na Fisioterapia

A realidade virtual (RV) cria um mundo interativo e imersivo gerado por computador que permite que você experimente algo que não está fisicamente lá. Essa tecnologia tem sido usada para entretenimento, treinamento, passeios e agora fisioterapia.

A realidade virtual oferece um ambiente mais envolvente para os pacientes completarem seus exercícios de fisioterapia. Em vez de andar pela clínica, os pacientes podem percorrer um caminho ao ar livre com uma linha de chegada à distância. Também pode haver elementos de jogos interativos incluídos na experiência de RV, adicionando um ambiente mais envolvente à estratégia do Wii-Hab.

Combinar o ambiente envolvente com os aspectos do jogo ajuda a desafiar os pacientes a desenvolver novas estratégias de equilíbrio, coordenação e mobilidade. Terapeutas e organizações continuam a encontrar novas maneiras de usar a realidade virtual para fisioterapia.

 

A University of South Florida está usando a mesma tecnologia de realidade virtual usada pelo Departamento de Defesa para estudar como a RV pode ajudar pacientes com deficiências ou que sofreram acidentes vasculares cerebrais ou lesões traumáticas. O sistema VR – denominado CAREN (Computer Assisted Rehabilitation Environment) – ajudará a melhorar a capacidade de diagnosticar e tratar distúrbios musculoesqueléticos e neurológicos.

Tele-Rehab

A telemedicina tem sido um desenvolvimento importante para a indústria de saúde. Com a capacidade de acessar cuidados sob demanda, os pacientes têm mais probabilidade de consultar um médico quando precisam e há uma probabilidade maior de que concluam seus planos de tratamento. Graças aos serviços de tele-reabilitação, esses benefícios também são encontrados na fisioterapia.

Os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) relatam que mais de 700.000 pessoas recebem substituições de joelho a cada ano, mas quase 70% desses pacientes não concluem a fisioterapia pós-cirurgia.

Os pacientes podem ficar desanimados por terem que dirigir até a consulta, quanto tempo eles acham que a terapia vai demorar ou até mesmo por medo de fazer fisioterapia em geral. Mas não completar o processo de tratamento pode levar a complicações mais sérias, como dor crônica ou readmissões hospitalares.

Fisioterapia por meio da Telemedicina

A fisioterapia por meio da telemedicina pode ajudar a reduzir muitos desses medos e estimular os pacientes a fazerem os exercícios.

Visitar um terapeuta do conforto de sua casa remove o deslocamento e ajuda os pacientes a se sentirem mais à vontade.

Por meio da plataforma de telemedicina, os fisioterapeutas podem orientar os pacientes durante o processo, mostrar-lhes como fazer certos exercícios, observar se o paciente está fazendo os exercícios corretamente e prescrever um programa de exercícios para casa.

Seja por meio dos avanços tecnológicos ou científicos, a fisioterapia está sempre em busca de novas formas de aprimorar o tratamento dos pacientes.

Plataformas de Tecnologia Aliadas na Fisioterapia

Essas plataformas de tecnologia tornaram a terapia mais conveniente e envolvente para os pacientes, incentivando-os a concluir o tratamento e experimentar uma recuperação mais completa.

Na Concentra, seguimos práticas baseadas em evidências em nosso tratamento, para que nossos fisioterapeutas usem um plano de tratamento ativo e funcional .

Essas práticas comprovadamente resultam em uma recuperação mais rápida e completa, economizando tempo e dinheiro no processo. Saiba mais sobre por que a Concentra defende a fisioterapia em nosso artigo de ideias.